08 junho 2020

Dica de Anime - Akatsuki no Yona


Sinopse: Yona é a única princesa do reino de Kouta, vivendo a vida luxuosa e despreocupada como uma princesa deve ter. Ela tem tudo: as melhores roupas e cosméticos, os doces mais divinos, um imperador como pai amoroso. Mas seu mundo perfeito vira de ponta cabeça quando Yona presencia o assassinato de seu querido pai. E o pior: O homem que assassinou seu pai foi Soo-won, por quem Yona era apaixonada desde a infância. Assim Soo-won começa sua ascensão ao trono e Yona foge com seu guarda costas, Son Hak para sobreviver. 

Ficha técnica do anime: 
Autor(a): Mizuho Kasanagi 
Direção: Kazuhiro Yoneda 
Roteiro: Shinichi Inotsume Estúdio: Pierrot 
Número de Episódios: 24 + 1 OVA
Gênero: Fantasia/Romance


Originalmente, Akatsuki no Yona é um mangá shojo japonês publicado na revista Hana to Yume. A adaptação para anime foi exibida entre outubro de 2014 e março de 2015. Apesar de ser um mangá shojo, voltado ao público feminino, destaca-se por estar repleto de ação e aventura.

A história se passa no reino de Kouta, o qual é composto por cinco tribos - água, terra, fogo, vento e céu. O castelo Hyriuu situa-se no reino do céu, sendo o local onde reside o Rei Il e sua única filha Yona. Conta a lenda que o Rei Hyriuu fundou o reino de Kouta. Ele era o poderoso dragão vermelho, e tinha como seus principais guerreiros outros quatros dragões, Hakuryuu (branco), Seiryuu (azul), Ryokuryuu (verde) e Ouryuu (amarelo).

Princesa Yona
A primeira impressão que eu tive do anime foi que a protagonista, Yona, era uma princesa mimada e imatura. E não poderíamos esperar menos, tendo em vista a forma que a mesma cresceu. Devemos considerar também que a personagem é muito nova, pois acaba de completar dezesseis anos de idade. Então somente após a morte do pai dela que vemos o desenrolar da história e o crescimento da personagem, que me surpreendeu.

Hak
Hak é o general da tribo do vento e o guarda costas da princesa Yona. Junto dele a princesa consegue escapar do castelo quando o pai é morto. A partir desse momento ele começa a cuidar ainda mais dela. Eu senti um grande potencial nesse personagem. Desde o início foi digno da minha admiração.


Yona e Hack são perseguidos e enfrentam muitas dificuldades em sua jornada, que a princípio tinha como única finalidade sobreviver. E para a minha felicidade, a história segue por um curso mais instigante do que o imaginado. A partir de então conhecemos mais personagens, muitos deles adoráveis, e, outros, nem tanto!

Por fim, posso dizer que o anime é muito bom! Temos uma trama política bem elaborada e temas importantes como desigualdade social e discriminações com base em preconceitos. Lendas, profecias, lutas e uma pitada de romance. A evolução da Yona no decorrer da história faz com que nós mulheres sejamos bem representadas, afinal temos uma protagonista para essa história maravilhosa! Assim que terminei de assistir o anime fui acompanhar a história através do mangá. Confesso que fazia muito tempo que um anime me agradava tanto. Só me restar recomendar!

Abraços, Geisi. :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário