[Resenha] A Rainha Vermelha - Victoria Aveyard #03

Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe — e Mare contra seu próprio coração.
Autora: Victoria Aveyard | Editora: Seguinte | Ano: 2015 | Gênero:  Ficção, distopia | Paginas: 424
                                                                       Classificação: 5 estrelas!
Minha opinião:


Quando eu iniciei a leitura de "A Rainha Vermelha" eu não esperava me surpreender com a trama, pois já estou acostumada com livros de ficção que são meu gênero favorito. Mas conforme as páginas iam passando e a história se desenrolando eu desfazia minha ideia sobre o livro ser um clichê e me encantava com a bela escrita e imaginação da autora.

Este é um livro que instiga o leitor, desde a capa elegante, a sinopse bem bolada e a diagramação show de bola... Mais instigante porém é a história que mesmo sendo uma distopia fictícia lembra-nos que a sociedade dos prateados e dos vermelhos não é tão diferente assim da sociedade em que vivemos em nosso mundo real!

O enredo é repleto de personagens envolventes, a começar pela nossa heroína.
Mare Barrow é uma jóvem de dezessete anos que faz parte da submissa sociedade vermelha. Ela mora com os pais e os irmãos numa casa que ela considera boa, todavia, está fadada a servir na guerra quando completar a maior idade. E não apenas ela, todos os vermelhos que não conseguem empregos na "corte" dos prateados são obrigados a irem para guerra, tanto homens quanto mulheres. Três de seus irmãos mais velhos já estão nos campos de batalha e ela pede todos os dias para que eles não morram. A irmã mais nova contudo é habilidosa com as mãos, faz lindos bordados, e para felicidade da família, tem grandes chances de conseguir um emprego e escapar deste destino cruel.

Kilorn é o melhor amigo de Mare, ele está muito próximo de completar a maior idade e teme morrer nos campos de batalha (porque é justamente isso que acontece com os vermelhos nos campos de batalha dos prateados, eles lutam até a morte, ou até perderem um membro que os impossibilite de servir). Os dois cresceram juntos e cultivam uma amizade preciosa e um belo companheirismo. Eles roubam juntos para sobreviver, pois nenhum tem alguma habilidade que os prateados considerem útil! E para salvar Kilorn, Mare e sua irmã mais nova farão algo imprudente que deixará nossos corações em pedaços e revelará uma pequena fração do quanto os prateados podem ser cruéis.

Mas é também graças a essa imprudência que Mare conhece um rapaz misterioso que consegue um serviço para ela no castelo real dos prateados... E a história só está começando, pois nossa heroína é bem mais do que aparenta ser e de empregada será promovida a futura princesa dos prateados.


















Tudo é um jogo! A família real esconde muitos segredos. Há dois príncipes, um que nasceu para ser o rei e outro que está fadado a viver na sombra do irmão. Há uma rainha cuja inteligencia e manipulação deixariam a ONU com inveja! Há um rei que faz tudo pelo melhor de seu povo, todavia mesmo chamando os vermelhos de irmãos, não pensa neles em um sequer momento como o seu povo! Há uma rebelião "secreta", comandada por uma vermelha que está disposta a tudo para acabar com os prateados! ... E há também outra vermelha, cujo sangue é vermelho mas tem poderes prateados e essa é Mare Barrow.

O livro é narrado em primeira pessoa (Mare). A trama é cheia de intrigas, reviravoltas e lutas. Triangulo amoroso, amor de amigo, amor de irmão, amor de filhos(as), amor de aluna e principalmente lições compõe a história de forma esplendida. Parabenizo a autora por criar algo tão novo para os leitores que gostam de ficção. Super recomendado por mim, e agora vou correndo ler o segundo livro que é "Espada de vidro".


Citações:
"O mundo é prateado, mas também cinza. Não existem o preto e o branco."
“Viraram-me do avesso, trocaram Mare por Mareena, a ladra pela coroa, trapos pela seda, vermelho por prateado. Esta manhã eu era uma criada; à noite, sou princesa.” 
"Qualquer um, qualquer coisa, pode trair. Mesmo o seu próprio coração."

IG: @leituracomchocolate

o/

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo