[Resenha] Jogos do prazer - Madeline Hunter #18

Sinopse: A bela Roselyn Longworth já aceitou seu destino. Depois que o irmão fraudou o banco em que era sócio e fugiu do país levando o dinheiro dos clientes, suas finanças ficaram arruinadas, assim como suas chances de conseguir um bom casamento.Por isso foi fácil acreditar nas falsas promessas de amor de um visconde. Mas a desilusão não demorou a chegar: quando Rose não se sujeitou a seus caprichos na cama, o nobre se vingou leiloando-a durante uma festa em sua mansão.Ela acredita que o destino lhe reserva um fim trágico. Ainda mais ao ser arrematada por Kyle Bradwell, um homem que venceu na vida pelo próprio esforço, mas não é bem-vindo nos círculos mais exclusivos.Mas a jovem é surpreendida pela atitude dele, que a trata com um respeito e uma gentileza que ela não recebia desde antes do escândalo envolvendo o irmão. Quando Rose finalmente descobre o que está por trás do comportamento de Kyle, é tarde demais: já foi fisgada pelo homem que conhece seus segredos mais íntimos.
Editora: Arqueiro / Páginas: 239 / Ano do lançamento: 2014 / Gênero: Romance de época.

Classificação: 5 estrelas!

Não tenho como negar que esse é mais um belo, quente e envolvente romance de Madeline Hunter. Novamente ela escreveu com maestria e provou para os leitores que nasceu para criar romances de época maravilhosos, com uma pitada de erotismo e, sem cair na vulgaridade! Achei muito bem colocado o enredo do livro, que nos faz refletir o quanto uma mulher podia ser julgada por seus erros, más condutas (muitas vezes causadas pela vulnerabilidade e ingenuidade). Nos mostra também o enorme perigo que uma dama podemos enfrentar, na hipótese de confiar no homem errado. 




Roselyn Longworth é uma mulher corajosa, bondosa e muitas vezes orgulhosa. Infelizmente, ela está pagando pelos pecados de seu irmão mais novo,Timothy. Na ruína e renegada pela sociedade, acaba sendo seduzida e enganada por um homem sem escrúpulos , cujo nome me enojo ao pronunciar. Norbury *náuseas* é o canalha da história, ele é um "nobre lorde" filho de um conde. Esse homem humilha Roselyn das formas mais repugnantes possíveis. Enquanto lia, sentia vergonha por ela, eu realmente não desejo o que ela passou com esse "lorde" para ninguém. Eis então que surge o nosso cavaleiro de armadura reluzente e a história passa de dramática para um mix de sedução e romance que te prende e te faz suspirar, não só de alívio...



“… Havia uma intimidade silenciosa e palpável, vinda dos terríveis acontecimentos daquela noite. A estranheza era causada por sentir tal familiaridade com alguém que ela mal conhecia.” (Pág. 39)
Kyle Brandwell é o nosso cavaleiro de armadura reluzente, e que apesar de seus modos honrosos não vem de uma família nobre. Sua origem é bem pobre, vêm de um vilarejo humilde onde todas as crianças estão fadadas a se tornar mineradores de carvão. Felizmente, por sorte do destino Kyle Brandwell teve a oportunidade de estudar e virar um homem muito bem sucedido, quase bem aceito pela sociedade. Todavia, mesmo que agora seja um Lorde que mora em Londres, não se esqueceu de sua origem, ele ama a família e a visita sempre que pode; Salva nossa linda Rose que está em condições deploráveis das garras de Norbury e a leva sem se aproveitar da situação (mesmo sabendo que ela já estava perdida)  para a prima Alexia. Alto, moreno, forte e de olhos azuis, esse cavaleiro arranca suspiros de Rose e nosso a cada página lida. Encantei-me mais ainda com seu ótimo senso de justiça.
“O orgulho de Roselyn se desfez enquanto os dois se olhavam… só que agora era dia e o sol mostrava melhor as reações dela. Cautela. Surpresa. Confusão. Isso o hipnotizava tanto quanto a beleza dela, aumentando o latejar do sangue no corpo dele e o pulsar da pequena distância que os separava.” (Pág. 47)
Kyle é inteligente e audacioso, e é justamente por isso que se atreve a pedir Roselyn em casamento. Ele a salva e devolve-lhe a dignidade quando se casam. Porém, Roselyn sente que eles ainda são estranhos um para o outro. Que não conhece o verdadeiro Kyle. Muito romance, conflitos e emoções são descritos neste livro. Fiquei curiosa em uns capítulos e satisfeita em outros. Recomendo o livro para todas que tenham mais de dezesseis anos, rsrsr... Enfim, me apaixonei pela leitura! 
Outras citações do livro:
“Você está perdida e ele sabe disso. Ele pode tomá-la agora se quiser e você sabe disso. Ao se entregar, você perdeu sua melhor arma e o melhor motivo para resistir, e ele sabe disso” (Pág. 65)

Kyle procurou Rose naquela noite, mas sem paixão. Sem prazer nem êxtase, sem brincadeiras nem jogos. Apenas deitou-se ao lado dela, abraçado, enquanto o coração batia os minutos da noite no ouvido encostado ao seu peito.” (Pág.203)
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA!
Clique aqui e saiba como participar.

Um grande abraço e até a próxima. 0/ Por: Geisi.

9 comentários

  1. Adoro romances de época. Só ouço boas críticas a essa série, e pelo visto a protagonista não parece ser uma mulher submissa, aparenta ser forte e orgulhosa, isso me atrai demais! Cenas quentes porém bem escritas é uma raridade nos livros eróticos atuais. Preciso dar uma chance para a série.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Geisi, li esse livro tem um tempinho já e lendo sua resenha percebi que vou ter que relê-lo. Lembro que gostei muito e acho que isso se deve ao fato de que não há nessa história um amor instantâneo mas sim um amor que vai sendo construído e tem também o fato do mocinho ser apaixonante *__* .
    Curti muito a resenha.

    ResponderExcluir
  3. Não consegui ler nada dessa autora ainda! Nossa, gosto tanto desse tipo de romance...mas tá faltando tempo pra pegar e ler.
    Achei a história legal. Dá pra ver que a menina sofre uma humilhações de dar pena e nojo de quem faz isso com ela. Odeio isso, mas é bom ler e esperar por algo melhor né? E o Kyle parece esse algo melhor, bendito anjo salvador! Gostei dele.
    Um bom livro pra suspirar de amores então.

    ResponderExcluir
  4. OIII! Quero ler esse livro.
    Ainda não li nada da autora, mas amo romance de época, então já sei que vou gostar dessa leitura!

    ResponderExcluir
  5. Muito amor envolvido por essa história. Roselyn e Kyle são dois personagens envolventes e apaixonantes.
    Fico feliz que você tenha gostado da leitura, assim como eu.
    A autora arrasou na construção dessa história. Ela conseguiu me pegar de jeito.
    Quero muito ler Segredos de Um Pecador, parece ser ótimo também.
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. De longe, Madeline Hunter é a autora predileta de muitos leitores. Ainda não conheço sua escrita mas sei perfeitamente que ela sabe como construir um romance da forma mais realística possível. Jogos do Prazer parece ser mais um romance arrebatador da autora, com uma trama deliciosa de se conferir e mais personagens para desvairar as mulheres.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  7. Apesar de adorar livros de romances de época ainda não li nenhum dos livros da Madeline Hunter!! Gostei muito da premissa sem dúvida o livro é maravilhoso e bateu a vontade de ler!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  8. Olá! Já conhecia os outros livros desta série, no entanto ainda não tive a oportunidade de ler esse, gostei bastante da resenha, aguçou minha curiosidade para iniciar de vez a leitura, gostei bastante do enredo e se tratando de romance de época tenho certeza de que não vou me decepcionar.

    ResponderExcluir
  9. Kyle é um dos personagens mais legais que já tive o prazer de conhecer. Sabe aquela expressão "engolir um sapo por dia" quando as coisas não vão bem no trabalho? Pois é, as coisas pra Kyle não vão bem na vida profissional nem na pessoal pq ele tem uma pedra, um karma, chamado Norbury. Que personagem mais odioso. Diretamente ele está ligado a todas as coisas ruins que já aconteceram ao Kyle e saber disso e não poder fazer nada é um das coisas que movem Kyle a querer sempre ser melhor e melhor.

    ResponderExcluir

Topo